this ok Sentence this ok Sentence Ícone News - Judô: Bi campeão da categoria sênior ligeiro reforça importância do estudo aliado ao esporte
JUDô: BI CAMPEãO DA CATEGORIA SêNIOR LIGEIRO REFORçA IMPORTâNCIA DO ESTUDO ALIADO AO ESPORTE

JUDô: BI CAMPEãO DA CATEGORIA SêNIOR LIGEIRO REFORçA IMPORTâNCIA DO ESTUDO ALIADO AO ESPORTE

  • Esporte
  • Publicado em: 09/11/2016
  • Por: Ícone Press

No, segundo dia de competição do judô nos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs) o calor foi um obstáculo a mais a ser superado pelos atletas no Ginásio Palácio das Artes Marciais, em Cuiabá. Porém a alta temperatura não impediu que os judocas Samanta Soares e Isaque Conserva conquistassem seu segundo ouro na competição.

 

A estudante de educação física na UNIP-SP, Samanta Soares, foi campeã desta fez na categoria feminina absoluto, ela derrotou Stefanie Miranda da UNIVERSO-RJ ao apresentar maior volume de luta e ganhar por shidô. “Hoje estava muito quente, foi complicado dentro do tatame, mas a minha estratégia para lutar com uma adversária de uma categoria acima deu certo e consegui ganhar. Inclusive foi a minha primeira vez no absoluto no JUBs”, contou com muita alegria.

 

Felicidade essa compartilhada pelo estudante da UNIPÊ-PB, Isaque Conserva, que levou a medalha de ouro no sênior masculino absoluto. “O calor hoje foi um obstáculo a mais, na semifinal senti um cansaço, mas sou paraibano e a gente dá um jeito”, brincou o judoca que derrotou Cleyanderson Leão Silva da CELSO LISBOA-RJ por ippon na final.

 

Ainda nas categorias sênior ligeiro feminino (-48 kg) e masculino (-60 kg) a estudante de administração da CELSO LISBOA-RJ, Maria Eduarda Gonçalves e o estudante de educação física da UNIP-SP, Vitor Hugo Delgado de Carvalho levaram ouro.

 

Maria Eduarda compete pela quarta vez nos jogos universitários, sendo esse seu segundo ouro na competição, além de uma prata em 2015. “Esse é o meu último ano de faculdade e encerrei minha participação no JUBs com mais uma medalha, se eu fizer pós-graduação, com certeza estarei de volta. Eventos como esse são importantes, eu que sou bolsista na minha faculdade, só tive a oportunidade de continuar como atleta e estudar por conta disso, se não teria que escolher um dos dois. E a educação terá um papel lá na frente, enquanto isso a meta é voltar a seleção brasileira de judô”, pontuou a judoca que ganhou sua luta por imobilização de Bruna Silva da UNIPÊ-PB.

 

Já Vitor Hugo, que foi bi-campeão da categoria ao derrotar por ippon Giovani Heck de Góes da UNILASALLE-RS, reforçou o alto nível técnico da competição. “Esse ano o pessoal estava ainda mais forte, e o detalhe ficou por conta do calor, nem precisamos aquecer”, brincou. O medalhista de ouro está em sua segunda faculdade, já é formado em fisioterapia e enalteceu a importância do estudo. “Meu foco principal é o judô, mas sei que vai chegar uma hora que não vai dar para competir em alto nível e o estudo será importante nesse momento”, disse o atleta que há duas semanas competiu no Europeu de Judô em Glasgow, Escócia.

 

 

Meio leve feminino

 

Na categoria meio-leve feminino competiram atletas de até 52kg, o ouro ficou com a FATE,  com atleta Yasmin Lima. Luma Pinheiro, estudante de Psicologia da UNIPÊ, de apenas 19 anos já ostenta o título de atleta de alto rendimento e comemorou ao conquistar o 3º lugar em sua categoria. Foi uma superação pra mim, eu venho de uma lesão grave, estou prestes a fazer cirurgia”.

 

 Eleudis Souza, estudante de Estética da UNIP, de 24 anos, também ganhou o bronze. Rafaela Araújo, estudante da UNIP-AM foi a 2º colocada e levou a medalha de prata para Manaus. O ouro foi para a Faculdade Ateneu (FATE), graças a atleta Yasmin Lima, que foi a grande campeã em sua categoria.

 

Já na categoria Leve a Gilmara Prudêncio, de 23 anos, foi a campeã na categoria. A atleta que já é formada em Educação Física, atualmente cursa sua pós-graduação em Treinamento Desportivo na UNIP. Gilmara sonha em representar o Brasil futuramente em uma Olimpíada, já é atleta federada e ostenta diversos títulos estaduais e nacionais.

 

 

 

 

O 2º lugar foi conquistado pela atleta da Universidade Federal do Amapá (UNIFAP), Sâmila Coelho. Mayara Lima da FAMETRO-SP e Kamila Santos da  da UNISUL, levaram a medalha de bronze também na categoria leve.

 

Na categoria meio leve masculino, competiram os atletas com peso máximo de

66kg e o grande destaque da manhã foi Marcelo Kenji Fuzica, de 22 anos. O estudante de Educação Física do UNISANTANNA-SP levou a medalha de ouro para casa. Sua vitória já era esperada por aqueles que assistiam a luta e o resultado não foi diferente. Marcelo mora no Brasil a apenas quatro anos, destes, três esteve presente no JUBs, “no meu primeiro JUBs transmitiram ao vivo e meus pais estavam assistindo no Japão, foi muito legal. E dessa vez também acho que também eles estavam vendo lá.”. Ao ser questionado sobre seu objetivo no Judô, o estudante não pensou duas vezes para responder, “meu objetivo, o sonho da minha vida é ir para uma Olimpíada, eu me esforço todos os dias para isso. De manhã eu estudo, a tarde e a noite eu treino.”.

 

O 2º lugar ficou para Francisco Silva, estudante da UFRN, já a 3º colocação foi ocupada por Danilo Borges, da UNIPÊ e Pedro Neto, representante da UNISUL.

 

Por último, Renan Pereira de São Paulo conquistou a medalha de ouro na categoria leve (77kg). O 2º lugar ficou Dyego Pereira, de Santa Catarina e a 3º colocação foi de Vinícius Leal do Distrito Federal e Gustavo Cação do Rio Grande doSul.

 

 

 

 

O upload das fotos em alta resolução para disponibilização à imprensa 

estão disponíveis no link:

 

https://www.flickr.com/photos/cbdufotos

 

A galeria será atualizada diariamente.

 

Acompanhe o JUBs 2016 pelo aplicativo CBDU Brasil disponível para Android e IOs

 

jubs setor hoteleiro economia jogos universitários jubs 2016

COMENTÁRIOS