this ok Sentence this ok Sentence Ícone News - Medalhista grand prix de judô manteve hegemonia no Jubs
MEDALHISTA GRAND PRIX DE JUDô MANTEVE HEGEMONIA NO JUBS

MEDALHISTA GRAND PRIX DE JUDô MANTEVE HEGEMONIA NO JUBS

  • Notícias
  • Publicado em: 09/11/2016
  • Por: Ícone Press

A medalhista de bronze Grand Prix de judô de Abu Dhabi, Samanta Almeida Soares da UNIP-SP, manteve sua hegemonia nos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs) e nesta edição conquistou sua quarta medalha de ouro no judô categoria feminino meio pesado (-78kg), nesta sexta-feira, 04 de novembro, em Cuiabá. 

 

“Gosto muito de lutar no JUBs, não sinto tanto a pressão. O nível técnico das meninas é muito bom, algumas que eu luto no brasileiro também estiveram aqui. Estou terminando minha faculdade de Educação Física e não sei até quando minha carreira de atleta irá, a idéia é me preparar para o futuro, e a educação é importante para isso”, disse.

 

Já na categoria feminina pesado (+78kg), a estudante de educação física, Camila Gebara Nogueira da UNIGRAN-MS e a medalhista de bronze no European Judo Open de Tallin, conquistou o ouro em seu primeiro JUBs. “Minha primeira e última participação, já que estou terminando a faculdade e por conta disso vim bem focada, me preparei, estudei as adversárias e fechei com chave de ouro. Este ano tem sido de adaptação em que passei do junior para categoria sênior, mas já obtive bons resultados e o foco é a carreira de atleta agora”, revelou..

 

No masculino o atleta convocado para a seleção olímpica de Judô no Rio de Janeiro, Rubens Inocente Filho da UNISP-SP, levou o ouro nos meio pesados (-100 kg). “Esse ano subi de categoria, foi um período de adaptação, mas obtive bons resultados. Venci em quase todos os campeonatos que disputei. Consegui fazer uma boa competição e levei meu primeiro ouro no JUBs, agora o foco é a seletiva em janeiro da Confederação Brasileira de Judô (CBJ)”, pontuou.

 

A manhã de medalhas acabou com o judoca da UNIPÊ-PB, Isaque Victor Conserva, que garantiu o ouro este ano, em 2015 ele levou o bronze. “O nível da competição foi elevado. Vim de um ano que fui convocado para treinar com o Baby, medalhista de bronze no Rio. Luto e treino com ele com freqüência e e levo ele como inspiração para esse novo ciclo olímpico. Em janeiro provavelmente serei chamado para a seletiva da CBJ”, contou.

 

A competição do Judô segue até sábado (05.11) à tarde, no palácio das artes marciais.

 

JVOLEI DE PRAIA JÁ TEM FAVORITOS

 

Os jogos de vôlei de praia começaram na manhã desta sexta feira (04.11) pela manhã  e seguem até domingo (06.11). Jogaram as seleções da Paraíba, uma das favoritas, representadas pelos atletas Simon e George, da UNIPE que já garantiram a vitória. As atletas Alana Santos e Larissa Nunes, (Fanep)  do Rio Grande do Norte também são favoritas deste ano. A dupla foi campeã do I International University Beach Games 2015, em Aracaju (SE).  E ainda ficaram com a vice-liderança do JUBs 2015, em Uberlândia.

 

 “A competição no JUBs nos mantém aptas ao esporte sem prejudicar a nossa vida acadêmica. E este ano, nossa expectativa, é manter o resultado do ano passado ou vencer a disputa. Nosso objetivo e conseguir uma vaga nas olimpíadas e quem sabe trazer uma medalha para nosso país”, planejam Alana e Larissa.  

 

Outros estados também participaram da disputa, como: Bahia, Santa Catariana, Pernambuco, Acre, Rio Grande do Norte, Tocantins, Distrito Federal, São Paulo, Roraima e Sergipe.

 

ARBITRAGEM INTERNACIONAL

 

A competição agrega atletas de alto nível e árbitros também. Atuam nas competições árbitros de nível internacional. São eles três árbitros oficiais; Mauro Câmara, Mario Ferro e Lisandro Paim, e dois aspirantes Rodrigo Paiva e Marcelo Araújo. 

 

O arbitro Mauro Câmara, nesta edição dos Jubs 2016, também atua na Coordenação do Vôlei de Praia, função que desempenha há 14 anos.

 “Eu tenho participações em 25 mundiais e uma olimpíada e para mim o Jubs é a competição que eu tenho muito prazer em participar. Principalmente pela possibilidade de interação e aproximação entre os árbitros de todo Brasil. Aqui podemos ver que o atleta vem preparado muitos já tem participações em disputas nacionais e internacionais. ”  

 

 

jubs setor hoteleiro economia jogos universitários jubs 2016

COMENTÁRIOS